Use o código e tenha 10% de desconto!

Vire o jogo com Spring Framework

Henrique Lobo Weissmann

Conteúdo

Criado para simplificar o desenvolvimento de aplicações Java, o Spring se tornou um dos frameworks de mais destaque dentro desse grande ambiente.

Aprenda muito mais que o básico do Spring, desde o tradicional Container de Inversão de Controle e Injeção de Dependências, passando pelos robustos módulos de segurança, transações, programação orientada a aspectos e também o fantástico módulo MVC, o SpringMVC.

 

Sumário

  • 1 Lide com o alto acoplamento de forma elegante
  • 1.1 Problema essencial: acoplamento
  • 1.2 A famigerada inversão
  • 2 Conheça o Spring Framework
  • 2.1 Por que criaram o Spring?
  • 2.2 O Mundo dos objetos em 2004
  • 2.3 Os problemas do EJB em 2004
  • 2.4 Alternativas começam a surgir: IoC/DI e AOP
  • 2.5 Container: o sujeito que torna tudo isto possível
  • 2.6 Do início ao fim de um objeto, entenda o ciclo de vida
  • 2.7 Spring em partes
  • 2.8 O Container
  • 2.9 Trabalhando com AOP e Aspects
  • 2.10 Instrumentação de código
  • 2.11 Acesso a dados e integração
  • 2.12 Aplicações na Web com o Spring
  • 2.13 E ainda mais componentes!
  • 2.14 Resumindo
  • 3 Conhecendo o Container
  • 3.1 Preparando seu ambiente de desenvolvimento
  • 3.2 Nosso sistema de exemplo
  • 3.3 Declarando beans
  • 3.4 Instanciação por factory method
  • 3.5 Mapeando atributos complexos
  • 3.6 Usando o container
  • 3.7 O ciclo de vida do container
  • 3.8 Escopos
  • 3.9 Instanciação tardia
  • 3.10 Aproveitando o ciclo de vida dos beans
  • 3.11 Quando o bean conhece seu container
  • 3.12 Modularizando a configuração
  • 3.13 Aplicando herança na definição dos beans
  • 3.14 Spring Expression Language (SpEL)
  • 3.15 Resumindo
  • 4 Minimizando o XML com autowiring, anotações e Java
  • 4.1 Autowiring: automatizando a injeção de dependências
  • 4.2 Vantagens e limitações da injeção automática
  • 4.3 Facilitando ainda mais com Anotações
  • 4.4 Configuração programática com Java
  • 4.5 XML, anotações ou configuração programática?
  • 5 AOP: adicionando novos comportamentos aos beans
  • 5.1 Como identificar os interesses transversais
  • 5.2 Entendendo AOP
  • 5.3 Preparando o ambiente de desenvolvimento
  • 5.4 A implementação do primeiro aspecto
  • 5.5 Entenda os advices
  • 5.6 Use os around advices
  • 5.7 Use o advice before
  • 5.8 E onde entra o Proxy nessa história?
  • 5.9 Entenda a execução
  • 5.10 Um uso interessante para AOP: Log de erros
  • 5.11 Declare aspectos com anotações AspectJ e esquemas XML
  • 5.12 A sintaxe AspectJ de declaração de point cuts
  • 5.13 Concluindo com um resumão conceitual
  • 6 Colocando a mão na massa
  • 6.1 Obtendo o código fonte
  • 6.2 Configure seu ambiente de desenvolvimento
  • 6.3 O que vem por ai
  • 7 Acesso a dados
  • 7.1 DAO: no centro da mentalidade Spring
  • 7.2 Conecte-se ao banco de dados
  • 7.3 De volta ao DAO: o problema com as exceções
  • 7.4 Templates: acabe com o código repetido
  • 7.5 O trabalho com JDBC
  • 7.6 O trabalho com o Hibernate
  • 7.7 Integre com a JPA
  • 7.8 Concluindo
  • 8 Desenvolva aplicações web com Spring MVC
  • 8.1 O que iremos desenvolver
  • 8.2 A base para tudo: MVC
  • 8.3 Iniciando o Projeto
  • 8.4 Dispatcher Servlet: o maestro por trás do Spring MVC
  • 8.5 Olá mundo com Spring MVC
  • 8.6 O primeiro controlador útil do Spring Fórum
  • 8.7 Autenticando usuários: como redirecionar e lidar com a sessão HTTP
  • 8.8 Definindo qual método HTTP usar
  • 8.9 Recebendo parâmetros de entrada
  • 8.10 O que é aquele "redirect:/" retornado pela action login?
  • 8.11 Como lidar com a sessão do usuário e a classe ModelAndView
  • 8.12 Cadastrando usuários: submissão de formulários
  • 8.13 Submetendo o formulário de cadastro
  • 8.14 Melhorando a camada de visualização com o Tiles
  • 8.15 Lidando com conteúdo estático
  • 8.16 Ainda há mais de SpringMVC por vir
  • 9 Ações recorrentes com o SpringMVC
  • 9.1 Faça a validação de formulários com o Hibernate Validator
  • 9.2 Envie seus avatares para o servidor com upload de arquivos
  • 9.3 Defina o corpo da resposta
  • 9.4 Faça requisições assíncronas com AJAX
  • 9.5 Concluindo com uma surpresa
  • 10 Gerenciando transações
  • 10.1 Entendendo as transações
  • 10.2 As políticas transacionais
  • 10.3 Preparando o ambiente de desenvolvimento
  • 10.4 Como o Spring implementa o suporte a transações
  • 10.5 Transações programáticas
  • 10.6 Declarando transações
  • 10.7 Concluindo
  • 11 Protegendo nossa aplicação com Spring Security
  • 11.1 Entendendo autenticação e autorização
  • 11.2 Os módulos do Spring Security
  • 11.3 Configurando os filtros de acesso
  • 11.4 Configurando o contexto do Spring
  • 11.5 O formulário de login
  • 11.6 Escrevendo um provedor de autenticação
  • 11.7 Usando SpEL
  • 11.8 Protegendo invocação de métodos em beans
  • 11.9 Tags
  • 11.10 Conclusão
  • 12 E ai, gostou?

veja mais detalhes

Autor

Henrique Lobo Weissmann

Sou Henrique Lobo Weissmann (Kico) e sempre fui fascinado por desenvolvimento de software. Sendo assim, nada mais natural que eu também escreva sobre o assunto.Também sou sócio fundador da itexto, que presta consultoria no desenvolvimento de sistemas para algumas empresas de Minas Gerais (atualmente nossos maiores clientes atuam nas áreas de mineração, mercado livreiro e educação). No início de 2008, fundei o Grails Brasil, que atualmente é um dos maiores grupos de desenvolvedores Grails (em número de participantes) do mundo. Estou no Twitter como @loboweissmann.

Dados do produto

Número de páginas:
329
ISBN:
978-85-66250-09-1

Compartilhe!

Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter