Use o código e tenha 10% de desconto!

A jornada do empreendedor O herói da nossa Era

Edson Marqueto Rigonatti, Laura Mello Constantini, Martino Bagini

O SEU SUCESSO!

Existem inúmeras maneiras de definir o que é sucesso, infinitas maneiras de medi-lo, e uma miríade de significados para ele. Mas invariavelmente, tais definições, medições e significados estão mais relacionados com os outros — o que pensam de nós — do que com nós mesmos.

E quanto mais relacionado aos outros, mais difícil fica alcançar o sucesso. Isso porque temos pouco ou nenhum controle das situações. Não há nada que possamos fazer quando uma empresa capta mais dinheiro do que a nossa, quando um garoto de vinte e poucos anos vende sua empresa por US$1 bilhão, quando um IPO é precificado a 30x receita, quando você nasceu no Brasil e não no Vale do Silício, ou quando o presidente errado foi reeleito etc. — a lista é longa.

Mas quando somos a própria régua com o qual mediremos nosso sucesso, passamos a ter total controle dos inputs e, consequentemente, total responsabilidade pelos outputs. John Wooden, um dos maiores técnicos esportivos de todos os tempos, definia sucesso como: “a paz de espírito resultante da satisfação em saber que você se esforçou para se tornar o melhor de que é capaz”. Ou seja, que você tenha dado o seu máximo, o seu melhor, que você tenha sido profissional.

Todas profissões tem uma definição do que é profissionalismo, um código de conduta. Em muitos casos, como na medicina, ela é explícita; em outros, completamente implícita. Mas todas têm ao menos 4 elementos básicos que definem o que se espera de um profissional:

1. Abnegação: aceitar a responsabilidade que temos pelos outros, e colocar as necessidades e preocupação daqueles que buscam nosso profissionalismo acima das nossas próprias;

2. Habilidade: buscar continuamente a excelência nas nossas habilidades e do nosso conhecimento;

3. Confiança: assumir a responsabilidade pela estabilidade dos resultados esperados ao longo do tempo;

4. Disciplina: ter autocontrole para seguir o padrão de comportamento esperado. Se você espera isso do seu médico, do seu advogado e do seu ídolo do futebol, por que não esperar de você mesmo e aceitar que são essas características que serão esperadas de você?

Além da abnegação, da confiança e da disciplina que você precisa domar, como CEO (Chief Entrepreneur Officer) você tem 4 principais habilidades a serem desenvolvidas e aprimoradas:

1. Articular a visão e comunicá-la a todos envolvidos: clientes, associados, parceiros e investidores (o atributo Steve Jobs);

2. Recrutar e desenvolver os melhores talentos, tanto associados quanto advisors (o atributo Larry Page);

3. Construir e gerenciar a máquina que vai executar a visão (o atributo Andy Grove);

4. Garantir que sua empresa tenha dinheiro e recursos necessários (o atributo Warren Buffett).

Que tal eleger como principal meta para o futuro próximo superar você mesmo e ser o melhor de que é capaz? Que tal pensar nos “4 elementos básicos” e nas “4 principais habilidades” como a sua régua do seu sucesso?

Esperamos caminhar lado a lado com você ao longo desta jornada que se inicia, compartilhando melhores práticas dos elementos e habilidades, e assim contribuindo para você acelerar e otimizar sua trajetória.

Boa batalha contra você mesmo! Sucesso!

 

Sumário

  • 1 O 1º passo para o seu sucesso!
  • 2 O 2º passo — O atributo Andy Grove
    • 2.1 Colocando em prática o conceito de Máquina
  • 3 O 3º passo — O sapateiro e a fábrica de sapatos
    • 3.1 Colocando em prática a sua fábrica de sapato
  • 4 O 4° passo — A Máquina de Vendas
    • 4.1 8 Ways to Build a $100M Business
    • 4.2 Montando a sua Máquina de Vendas
    • 4.3 Erros mais comuns na construção da Máquina de Vendas
  • 5 O 5° passo — A Máquina de Produto
    • 5.1 Colocando a Máquina de Produto para funcionar
  • 6 O 6° passo — A Máquina do Amor
    • 6.1 Colocando a Máquina do Amor em prática
  • 7 O 7° passo — A Máquina de Talentos
    • 7.1 Colocando a Máquina de Talentos em prática
  • 8 O 8° passo — A Máquina do Comportamento
    • 8.1 Colocando a Máquina de Comportamento em ação
  • 9 O 9° passo — A anatomia de um comportamento
    • 9.1 Entendendo os elementos da rotina/hábito
    • 9.2 Mudando as rotinas e implementando as máquinas
  • 10 O 10° passo — Construindo uma máquina
    • 10.1 Especificações e requerimentos
    • 10.2 Os conflitos da escolha
    • 10.3 Gestor de projeto
  • 11 O 11° passo — Pepino management
  • 12 O 12° passo — O atributo Larry Page
  • 13 O 13° passo — Atitude
  • 14 O 14° passo — O esquema tático
    • 14.1 Existem três decisões básicas para estruturar sua arquitetura organizacional
    • 14.2 Criando o seu esquema tático
  • 15 O 15° passo — O ambiente de trabalho
  • 16 O 16° passo — Objetivos e resultados chaves (OKRs)
    • 16.1 Colocando em prática
  • 17 O 17° passo — 5 passos para ter os talentos de que você precisa
    • 17.1 Montando a Máquina Caça-talentos
  • 18 O 18° passo — Como desenvolver talentos
    • 18.1 Como se tornar um Mestre Ninja para sua equipe
  • 19 O 19° passo — A avaliação de performance
  • 20 O 20° passo — O plano de remuneração
    • 20.1 Colocando em prática um plano de remuneração
  • 21 O 21° passo — Reconhecimento
    • 21.1 Como reconhecer sua equipe?
  • 22 O 22° passo — O chamado divino
    • 22.1 Ideias para achar o chamado divino
  • 23 O 23° passo — A hora do adeus
    • 23.1 Como se preparar para o “adeus”
  • 24 O 24° passo — Cultura
    • 24.1 Como articular a cultura da sua empresa?
  • 25 O 25° passo — O atributo Warren Buffet
  • 26 O 26° passo — Vantagem competitiva para startups
  • 27 O 27° passo — O modelo de negócio
    • 27.1 Colocando o modelo de negócio na prática
  • 28 O 28° passo — Cash is king
    • 28.1 Colocando o Cash-flow Hacking em prática
  • 29 O 29° passo — Las tres tensiones
  • 30 O 30° passo — A raposa e o ouriço
  • 31 O 31° passo — O sistema nervoso
    • 31.1 Como criar um sistema de informação
  • 32 O 32° passo — Enquanto isso, na sala de controle
    • 32.1 Os papéis e ferramentas de um Startup CFO
  • 33 O 33° passo — Fundraising
  • 34 O 34° passo — A cigana leu o meu destino
    • 34.1 Como planejar o seu futuro
  • 35 O 35° passo — Você tem medo de quê?
  • 36 O 36° passo — Até que a morte os separe
  • 37 O 37° passo — Vale o quanto pesa
    • 37.1 Então, para criar e capturar valor, temos de ser o melhor em...
  • 38 O 38° passo — O atributo Steve Jobs
  • 39 O 39° passo — Os mandamentos
  • 40 O 40° passo — O segredo
  • 41 O 41° passo — O mapa e as camadas
  • 42 O 42° passo — Ptolomeu e a ciência do Não
  • 43 O 43° passo — Os gatekeepers
  • 44 O 44° passo — O poker de Fibonacci
  • 45 O 45° passo — O oráculo de Delfos
  • 46 O 46° passo — Ciência e arte
  • 47 O 47º passo — Design estratégico
  • 48 Epílogo — Eu, caçador de mim

Dados do produto

Número de páginas:
230
ISBN:
978-85-5519-201-2
Data publicação:
07/2016

Compartilhe!

Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter